Uso da macho-esterilidade no melhoramento de híbridos comerciais em arroz

Jefferson Luís Meirelles Coimbra, Juliano Garcia Bertoldo, Naine Martins do Vale

Resumo


Com o rápido crescimento populacional, há a necessidade de um incremento dos atuais níveis de produtividade do arroz para satisfazer a necessidade das 8,9 bilhões de pessoas no planeta estimadas para 2010 . Nos últimos 30 anos, a população dos países asiáticos, onde mais de 90% da produção mundial de arroz é efetivada e consumida, aumentou cerca de 30%. Felizmente, a produção de arroz nestes países dobrou devido à utilização de cultivares do tipo moderno e de cultivares de arroz híbrido com alto potencial produtivo. Esta revisão bibliográfica objetivou reunir temas de grande relevância para lograr êxito tanto em programas de melhoramento quanto no sistema de cultivo de arroz híbrido no Brasil. São discutidos temas como o melhoramento para o sistema três linhas e duas linhas, macho-esterilidade genética citoplasmática, macho-esterilidade causada pelo ambiente, genes restauradores e as vantagens e desvantagens particulares de cada método de modo prático e aplicado.

Palavras-chave


Oryza sativa L., rendimento, heterose.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171