A construção institucional e organizacional do serviço de defesa sanitária animal no Estado de Santa Catarina com vistas à sanidade dos bivalves marinhos

Maria Luiza Toschi Maciel, Carolina Toschi Maciel

Resumo


A malacocultura constitui-se em atividade de renda para muitas famílias e representa um empreendimento de risco quanto ao aparecimento de enfermidades. Historicamente, países considerados importantes produtores de bivalves amargaram a falência dos cultivos em decorrência de enfermidades. O estudo teve o objetivo de conhecer a estrutura, operacionalização e o conhecimento técnico do serviço veterinário do órgão executor de defesa sanitária animal no Estado de Santa Catarina com vistas à sanidade dos bivalves em cultivo, no período de janeiro a março de 2009. Neste sentido, foram utilizados os métodos de entrevista estruturada e não estruturada, bem como observação presencial com a participação do pesquisador em oitivas e observação das ações efetivadas pelo serviço oficial, contudo sem a interferência do pesquisador nestas ações. Conclui-se, pelos meios propostos, que não existem evidencias de atuações especificas de defesa sanitária na malacocultura catarinense, durante o período de estudo.

Palavras-chave


Malacocultura; Serviço veterinário; Defesa sanitária animal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171