Podridão radicular em feijão no sistema plantio direto

Ricardo Trezzi Casa, Izabel Krieger, Paulo Roberto Kuhnem Junior, Amauri Bogo, Éder Novaes Moreira, Fábio Pontel Rizzi

Resumo


Podridões radiculares do feijoeiro comum causadas por fungos patogênicos de solo variam de intensidade nas diferentes regiões brasileiras. O objetivo deste trabalho foi avaliar a incidência de podridões radiculares em plantas adultas das cultivares de feijão preto BRS Campeiro, BRS Valente e IPR Uirapuru e sua relação com o rendimento de grãos. Os experimentos foram realizados nas safras agrícolas 2004/05, 2005/06 e 2006/07, no município de Muitos Capões, RS, em área de plantio direto sob rotação de culturas com milho no verão e em sucessão ao trigo no inverno. Na colheita de cada cultivar foram arrancadas todas as plantas de dez metros lineares, em cinco pontos ao acaso da lavoura, determinandose o número total de plantas e o número de plantas doentes. O dano no rendimento de grãos foi obtido pela diferença entre o rendimento real e a estimativa do rendimento potencial. A identificação dos fungos predominantes nas plantas doentes foi feita com base nos sintomas e por meio de isolamento de fragmentos de raiz em meio de cultura Batata-Dextrose-Ágar. As incidências de podridões radiculares foram 24,5%, 40,6% e 22%, com dano médio no rendimento de grãos de 2,8%, 4,1% e 2,4%, respectivamente, para 2004/05, 2005/06 e 2006/07, não diferindo significativamente. Não houve correlação significativa entre incidência de doença e dano comparando as cultivares dentro da safra agrícola e também para médias das cultivares entre safras. O fungo Macrophomina phaseolina apresentou maior frequência em 2004/05 e 2005/06, ao passo que Fusarium spp. mais frequente em 2006/07. A inconsistência da frequência dos fungos identificados nas cultivares e nas três safras agrícolas não permitiu identificar uma relação de suscetibilidade entre genótipo e patógeno.

Palavras-chave


Fungos do solo; Phaseolus vulgaris; Podridão de raiz.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171