Potencial de uso de espécies arbóreas de uma floresta secundária em Lages, Santa Catarina

Manoela Drews de Aguiar, Ana Carolina da Silva, Pedro Higuchi, Marcelo Negrini, João Fert Neto

Resumo


O presente estudo teve como objetivo listar e quantificar as espécies que apresentam potencial de uso em uma floresta secundária no município de Lages, SC. O estudo foi realizado em um fragmento florestal amostrado por meio de 25 parcelas de 400 m2 distribuídas de forma estratificada-sistemática. Todos os indivíduos arbóreos dentro das parcelas com DAP (diâmetro medido a altura do peito) ≥ 5 cm foram identificados. Além disso, para complementar a lista florística, foi feito caminhamentos aleatórios no fragmento e identificadas espécies arbóreas não encontradas dentro das parcelas. O potencial de uso das espécies foi avaliado por meio de consulta em bibliografias e observações pessoais. Foram encontradas 87 espécies, distribuídas em 36 famílias botânicas. As espécies de maior número de indivíduos foram Araucaria angustifolia (Bert.) Kuntze (198), de diversos usos, em que os principais são o madeireiro e na alimentação, e Myrcia splendens (Sw.) DC. (159), com principais usos na arborização urbana e na recuperação de áreas degradadas. Os resultados demonstram que o fragmento secundário estudado possui espécies com potencial para fornecerem produtos madeireiros (31%) e não madeireiros (69%).

Palavras-chave


Floresta de Araucária; Floresta Ombrófila Mista; Florística.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171