Desenvolvimento de plantas de duas cultivares de framboeseira obtidas por estaca de raiz

Tiago Afonso Macedo, Leo Rufato, Aike Anneliese Kretzschmar, Mariana Mendes, Alberto Fontanella Brighenti, Rodrigo Formolo

Resumo


A framboeseira (Rubus idaeus L.) é uma frutífera de clima temperado, que juntamente com a amoreira-preta (Rubus sp.), vem destacandose no mercado das pequenas frutas nos últimos anos. Devido ao baixo preço de implantação e manutenção do pomar e alta rentabilidade por hectare, a cultura vem despertando o interesse de agricultores familiares. A forma de propagação usual é por estacas herbáceas, lenhosas ou por cultura de tecidos. O objetivo do trabalho foi avaliar a técnica de propagação por estacas de raiz de duas cultivares de framboeseira, Batum e Heritage. As estacas foram coletas com cinco centímetros de comprimento e três a quatro milímetros de diâmetro, e levadas a casa de vegetação até atingir dois pares de folhas. Avaliou-se o número e comprimento de raízes formadas a partir do propágulo, altura de ramo, número de folhas e gemas. A propagação por estaca de raiz mostrou-se uma prática viável para as duas cultivares testadas.

Palavras-chave


Pequenas-frutas, Batum; Heritage.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171