Características agronômicas e tecnológicas dos grãos de cultivares de feijão do grupo comercial preto na safra de inverno

Leandro Borges Lemos, Daniela Merida, Rogério Farinelli, Ciro Franco Fiorentin

Resumo


O feijão é um dos alimentos mais produzidos em todo o território nacional, sendo intensa a busca por cultivares produtivas, adaptadas ao local de cultivo e com boas características culinárias. O objetivo desse trabalho foi avaliar o desempenho de cultivares de feijão do grupo comercial preto, quanto às características agronômicas e tecnológicas na safra de inverno em Jaboticabal, SP. O experimento foi instalado usando delineamento de blocos casualizados com três repetições, sendo os tratamentos as cultivares: IAC Una, Diamante Negro, Ônix, BRS Campeiro, BRS Grafi te, BRS Supremo, BRS Valente, IPR Graúna, IPR 88 Uirapuru e FT Nobre. Dentre os componentes da produção, houve diferenças significativas somente para a massa de 100 grãos. Destacaram-se, quanto à produtividade de grãos, as cultivares BRS Campeiro, Diamante Negro e IAC Una com valores de 3.971, 3.755 e 3.667 kg ha-1, respectivamente. A cultivar IPR Graúna apresentou o menor tempo para o cozimento, 20 minutos, enquadrando-se como suscetibilidade média a cocção. As cultivares apresentaram desempenho satisfatório quanto a relação de hidratação, obtendo valores acima de 2,0 e tempo para a máxima hidratação dos grãos, variando entre 9h15min e 10h58min.

Palavras-chave


Phaseolus vulgaris; Variedades; Produtividade de grãos; Tempo de cocção; Hidratação de grãos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171