Erosão hídrica e escoamento superficial em função de tipos e doses de resíduo cultural em dois modos de semeadura direta

André Julio do Amaral, Neroli Pedro Cogo, Ildegardis Bertol, Pablo Grahl dos Santos, Romeu de Souza Werner

Resumo


As condições físicas da superfície do solo desempenham papel fundamental no controle da erosão hídrica e do escoamento superficial a ela associado. Baseado nisso, realizou-se este trabalho com o objetivo de quantificar as perdas de solo e água por erosão hídrica pluvial, nas doses de todo, metade e um quarto do total produzido dos resíduos culturais de aveia preta e milho, nos modos de semeadura direta sem e com hastes sulcadoras na máquina semeadoraadubadora. Para isso, aplicou-se chuva simulada de 75 mm h-1, com duração de 1,5 h, em um Nitossolo Buno com declividade média de 0,16 m m-1. Avaliaram-se algumas características físicas do solo e as variáveis usuais de erosão hídrica. De modo geral, constatou-se que a semeadura direta com hastes sulcadoras aumentou a infiltração e a retenção superficial da água da chuva no solo e a retenção superficial dos sedimentos erodidos, diminuindo a enxurrada e a erosão. A perda total de água foi maior sob o resíduo de aveia preta do que de milho, e maior na semeadura direta sem hastes sulcadoras do que com hastes sulcadoras. Esta última ocorrência em ambos os tipos de resíduo e em qualquer das suas doses, mas, de modo geral, tendendo a aumentar com o aumento destas últimas. A perda total de solo foi pequena e se diferenciou pouco entre os modos de semeadura e doses de resíduo quando este era o de aveia preta, com o resíduo de milho, a uma exceção ela foi grande apenas na semeadura direta sem hastes sulcadoras, mas diminuiu muito com o aumento das doses de resíduo.

Palavras-chave


Chuva simulada; Cobertura vegetal morta; Rugosidade superficial do solo; Infiltração de água no solo; Perda de solo; Perda de água.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171