Efeito da temperatura e substrato na germinação de sementes de açoita-cavalo (Luehea divaricata Mart.)

Deisinara Giane Schulz, Rubens Fey, Neusa Francisca Michelon Herzog, Marlene de Matos Malavasi, Ubirajara Contro Malavasi

Resumo


Luehea divaricata Mart (Tiliaceae) possui grande potencial silvicultural na recuperação de áreas degradadas. Este trabalho objetivou quantificar o efeito de diferentes temperaturas e substratos sobre o comportamento germinativo das sementes de açoita-cavalo. As sementes colhidas de três matrizes no município de Entre Rios do Oeste, PR, foram beneficiadas e acondicionadas em sacos de papel e armazenadas em câmara fria a 85% de UR e temperatura média de 15°C por dois meses. O teste de germinação das sementes foi realizado em BOD utilizando-se cinco temperaturas (ambiente, 20°C, 25°C, 30°C, alternada 20°C-30°C), e dois substratos (papel e areia). Os tratamentos foram distribuídos em delineamento experimental inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 5x2 (temperaturas x substratos) com quatro repetições de 25 sementes por tratamento. Os dados foram submetidos à analise de variância e a comparação das médias pelo teste de Tukey (p<0,05). Os resultados mostraram diferenças para as variáveis primeira contagem, porcentagem e velocidade de germinação. Os maiores valores da porcentagem de germinação (93% e 88%) e tempo médio de germinação (25,36 e 28,6 dias) resultaram, respectivamente, do uso do substrato papel nas temperaturas de 25°C e 30°C constantes.

Palavras-chave


Luehea divaricata Mart.; Qualidade de sementes; Semente florestal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171