Desempenho produtivo de vacas mestiças Holandês x Jersey em comparação ao Holandês

André Thaler Neto, Rafael Sachet Rodrigues, Helder de Arruda Córdova

Resumo


A produção de leite nas regiões de clima temperado e subtropical tem sido baseada principalmente em raças leiteiras especializadas. Modificações na valorização da composição do leite comercializado, assim como esforços de pesquisa em países de pecuária leiteira desenvolvida com a utilização de cruzamento entre raças leiteiras especializadas, têm tornado a prática deste cruzamento mais popular no Sul do Brasil. O objetivo do presente trabalho é de comparar o desempenho produtivo de animais cruzados Holandês x Jersey em relação ao Holandês. As avaliações foram feitas utilizando dados dos arquivos zootécnicos de três propriedades nos estados de Santa Catarina e Paraná. Vacas mestiças ½ Holandês x Jersey apresentaram menor produção de leite em até 305 dias de lactação (p<0,01) em relação às vacas puras Holandês (9509,7 vs. 8966,0 kg), correspondendo a 94% do volume de leite produzido pelas vacas puras. Entretanto, vacas mestiças ½ Holandês x Jersey apresentaram teores mais elevados de gordura (2,63 vs. 2,35%) e proteína (3,10 vs. 2,97%) no leite e maior produção de gordura em até 305 dias de lactação (242,6 vs. 227,0 kg) (p<0,01). Estas informações poderão auxiliar os produtores na tomada de decisão, quanto à utilização da raça pura ou a introdução de programa de cruzamento.

Palavras-chave


Cruzamento; Composição do leite; Produção de leite; Raças leiteiras especializadas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171