Fósforo microbiano e extraível em Latossolo com adição de dejeto suíno sob plantio direto de milho

James Rodrigo Mariotto, Osmar Klauberg Filho, Isabel Cristina Mendonça Cardoso, Anelize Nunes Neves, David José Miquelluti

Resumo


A utilização de adubos orgânicos promove a entrada de quantidades significativas de fósforo disponível às plantas e a biomassa microbiana, podendo diminuir sua adsorção no solo. O objetivo foi avaliar o efeito da adição de doses de dejeto suíno na compartimentalização de P microbiano e formas lábeis com relação ao tempo de aplicação sobre um Latossolo Vermelho distroférrico. Em outubro de 2007 foram aplicados 0, 25, 50, 100 e 200 m3 ha-1 de dejeto suíno, adubação solúvel com N P K e combinação de adubação solúvel com 25 m3 de dejeto suíno. Aos 0, 5, 14, 22, 36 e 61 dias após a aplicação (daa) foram realizadas coletas de solos de 0-10 cm de profundidade para avaliação de P-mic, P-RTA, P-Mehlich. As variáveis foram analisadas nos tratamentos em cada momento de leitura e, entre os momentos dentro de cada tratamento por meio de contrastes, sendo: C1 = 6T1 - T2 - T3 - T4 - T5 - T6 - T7; C2 = T6 - T7; C3 = T7 - T2; C4 = T2 - T3; C5 = T3 - T4 e C6 = T4 - T5 para cada momento de leitura e para cada tratamento efetuado: C1 = 5 daa - 14 daa; C2 = 14 daa - 22 daa; C3 = 22 daa - 36 daa e C4 = 36 daa - 61 daa. Os resultados foram submetidos ao teste “t” de Student (p<0,05). Houve diferença entre os tratamentos de P-mic, P-RTA and P-Mehlich, variando de 1,80 a 22,59 mg kg-1 para P-mic, 0,30 a 102,00 mg kg-1 para P-RTA e 0,94 a 52,31 mg kg-1 para P-Mehlich. Houve incremento médio de 43,24; 51,55; 51,22; 121,23 e 360,57% do P-RTA quando incorporado pela biomassa microbiana em 5, 14, 22, 36 e 61 daa, respectivamente.

Palavras-chave


Resina trocadora de anions; Biomassa microbiana; Matéria orgânica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171