Indução de mutação e mensuração da variabilidade genética em genótipos de cana-de-açúcar

Maicon Nardino, Ivan Ricardo Carvalho, Mauricio Ferrari, Alan Junior de Pelegrin, Vinicius Jardel Szareski, Diego Nicolau Follmann, Braulio Otomar Caron, Denise Schmidt, Velci Queiróz de Souza

Resumo


O uso generalizado de variedades comerciais adaptadas ao sistema agrícola, oriundas de genitores muito próximos, com pequena distância genética pode levar ao estreitamento da base genética em cana-de-açúcar. O trabalho teve por objetivo induzir mutação e avaliar a distância genética entre os mutantes produzidos de cana-de-açúcar, por diferentes técnicas multivariadas, almejando a identificação de mutantes com caracteres contrastantes, com interesse para o melhoramento de cana-de-açúcar no Sul do Brasil. O trabalho foi desenvolvido na área experimental da Universidade Federal de Santa Maria, Campus de Frederico Westphalen, RS. O genótipo utilizado para indução de mutação foi o IAC 873396. O processo de indução transcorreu com a alocação de gemas em solução do agente mutagênico MMS. Foram avaliados 22 mutantes e seis testemunhas comerciais para 12 caracteres de interesse agronômico. As análises realizadas foram: avaliação das médias dos indivíduos, agrupamento de Tocher, distância euclidiana média, análise de componentes principais e a contribuição relativa dos caracteres. O processo de indução de mutação gerou padrões significativos de variabilidade genética entre os mutantes de cana-de-açúcar verificada pelas três análises multivariadas. Os métodos de agrupamento UPGMA, Tocher e a análise de componentes principais revelam resultados próximos quanto à dissimilaridade dos genótipos de cana-de-açúcar. Os genótipos 20, 24 e 10 são superiores a média geral dos genótipos e apresentam elevada dissimilaridade genética. O rendimento do colmo, massa do bagaço e rendimento de caldo são caracteres suficientes para realizar a discriminação do conjunto de genótipos de cana-de-açúcar.

Palavras-chave


desempenho agronômico, variabilidade genética, Saccharum officinarum L.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711632017247

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171