Rendimento do feijoeiro comum em função da aplicação de fertilizantes minerais nitrogenados em cobertura

Sulian Junkes Dal Molin, Paulo Roberto Ernani

Resumo


Com a intenção de reduzir as perdas de nitrogênio (N) decorrente da adubação, vários fertilizantes nitrogenados modificados estão sendo disponibilizados aos agricultores. Este trabalho teve como objetivo avaliar a disponibilidade de N no solo e a resposta do feijoeiro a fontes de fertilizantes minerais nitrogenados modificados aplicados em cobertura. O experimento foi conduzido no município de Vacaria, estado do Rio Grande do Sul, sobre um Latossolo Bruno que apresentava 516 g kg-1 de argila, pH em água de 5,2 e 46 g kg-1 de matéria orgânica, onde havia um pomar de macieira nos últimos 20 anos. Os tratamentos foram constituídos pelos seguintes fertilizantes comerciais minerais: Ureia convencional, Super N®, Kimcoat N®, Nitro Mais®, Super Nitro®, Producote®, Sulfammo Meta 29® e nitrato de amônio, todos na dose de 60 kg ha-1 de N, além de um controle, sem aplicação de N. A eficiência dos fertilizantes foi avaliada por ocasião da adubação de cobertura. Foi avaliada a disponibilidade de N no solo, o teor de N nas folhas, teor de proteína nos grãos, a massa de 1000 grãos, e o rendimento de grãos. O rendimento médio de grãos foi de 3.770 kg ha-1 e não foi afetado por nenhum dos fertilizantes aplicados em cobertura. Os fertilizantes nitrogenados também não afetaram nenhum dos atributos avaliados, incluindo a disponibilidade de N no solo, quantificada aos 21 dias após a aplicação. O Latossolo Bruno, com teor médio de matéria orgânica, sob condições de boa distribuição de precipitação pluviométrica, promoveu adequado suprimento de N para as plantas de feijão.

Palavras-chave


ureia protegida, fertilizantes de liberação lenta, eficiência de fertilizantes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711632017231

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171