Cobertura nitrogenada supraótima sobre características morfo-agronômicas do milho

Mariana Mendes Fagherazzi, Clovis Arruda Souza, Ricardo Trezzi Casa, Cileide Maria Medeiros Coelho

Resumo


O nitrogênio é o elemento que exerce maior influência sobre o rendimento de grãos na cultura do milho, no entanto, o excesso desse nutriente aumenta a probabilidade de ocorrência do acamamento, mas a ocorrência de acamamento pode ser evitada com a aplicação de regulador de crescimento. Neste sentido, realizou-se um experimento para avaliar os efeitos da adubação nitrogenada em cobertura supraótima, associado ao uso de etil-trinexapac em milho cv. P30R50H. O experimento foi conduzido a campo, durante a safra agrícola 2013/2014, em Lages - SC. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com quatro repetições, sendo os tratamentos constituídos por quatro doses de nitrogênio, e uma dose de etil-trinexapac aplicado em todos os níveis de nitrogênio. As doses de nitrogênio equivalentes a 1,0, 1,35, 1,70 e 2,0 vezes a dose necessária para atingir produtividade de 12 t ha-1. As doses de N em cobertura foram parceladas igualmente e aplicadas sobre plantas nos estádios fenológicos de V4, V7 e V9. O etil-trinexapac foi aplicado quando as plantas atingiram V10 (dez folhas completamente desenvolvidas), na concentração de 300 g i.a. ha-1. Apenas a variável, comprimento da folha oposta a espiga respondeu positivamente ao aumento da adubação nitrogenada supraótima aplicada em cobertura. As características de acamamento, estatura de plantas, clorofila na folha, rendimento de grãos e nitrogênio nos grãos não foram afetadas pela adubação de N supraótima associada ao uso de etil-trinexapac.

Palavras-chave


Zea mays, fertilization, lodging, agricultural yield.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711512016074

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171