OLHAR DOS PROFESSORES SOBRE UMA POLÍTICA DO ENSINO MÉDIO

Antonio Francisco de Viveiros Júnior, Christiane Guimarães Pançardes da Silva

Resumo


Esse estudo se propõe a analisar as percepções de professores do Ensino Médio (EM) de escolas públicas estaduais brasileiras a respeito do Curso de Formação Continuada sobre o Programa do Ensino Médio Inovador (ProEMI), oferecido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) em acordo com o Ministério da Educação (MEC), em 2010. Iniciamos refletindo sobre a constituição histórica do EM no Brasil, destacando a dualidade estrutural que marca esse nível de ensino e articulando tais marcas de origem às questões que hoje estão se colocando como desafios à universalização do EM. Em seguida, analisamos os conceitos trazidos por Ball (1994) e Mainardes (2006) no que tange ao estudo das políticas educacionais. A pesquisa se apoiou em fontes documentais, tais como o material produzido por meio de questionários impressos e eletrônicos e as cartas escritas pelos professores que participaram do Curso. Para analisar as manifestações dos docentes, nos apoiamos em Nóvoa (1992) e Caria (2007), identificando, por meio desses documentos, que os retrocessos por eles apontados situam-se na própria estrutura do sistema educacional, ou seja, na relação entre as escolas e outras instâncias educacionais como as Secretarias e o MEC. Em contrapartida, os avanços mais significativos sinalizados pelos professores estão situados no nível local, qual seja, dentro da própria unidade escolar, articulando as iniciativas locais e/ou pessoais com lutas politicamente mais amplas. Nesse sentido, foi possível observar os padrões de externalização das percepções dos docentes a respeito da importância dos espaços de formação continuada oferecidos pelo nível central e por parcerias como a que estamos analisando, nos contextos de apropriação, resistência e avaliação de seus efeitos no exercício cotidiano da profissão.

Palavras-chave: Formação Continuada de Professores; Programa do Ensino Médio Inovador; Acordo MEC/Sesc.


Texto completo:

PDF